XXVII · para o vento não levar

2 dez

Recentemente construíram a nova central de um desses sindicatos de trabalhadores da área alimentícia no bairro da Bela Vista. Por ser amigo do filho de um rico empresário dono de inúmeras panificadoras, fui convidado à inauguração.
Apanhado em casa pelo tal amigo, não atinei para o endereço familiar. O choque foi inevitável ao reconhecer o local onde um dia se assentavam as estruturas do edifício Tueris Fustado.
Os frisos dèco deram lugar a esquadrias de alumínio anodizado. As colunas de adobes maciços foram substituídas por vergões de aço e papa endurecida de concreto aditivado. A fachada espelhada, inteiramente coberta por anódinas placas azuladas de vidro temperado, provocou uma pontada lancinante no peito do escritor.
Para onde tinham ido todos? O que fora feito do velho coronel, do assassino serial e do travesti assassinado? Estariam ainda a vagar pelos andares acarpetados, repletos de células fotelétricas e saídas do frio do ar-condicionado central? Iriam atanazar o cotidiano dos trabalhadores do sindicato, alterando números, aqui e acolá, em relatórios importantes e mal arrumados documentos digitais de apresentações de Power Point?
Uma tontura incontrolável exigiu uma cadeira amiga num canto ainda cheirando a tinta acrílica de secagem rápida.
Não havia mais nada a lembrar o Tueris e seus assassinos. Para o edifício que fora zelado por Hélvio, o profeta do fim do mundo, o fim havia chegado.
Um filete de suor escorreu pela testa, fazendo contraponto ao que descia pelas costas, passando por cada saliência da coluna e marcando a camisa, 30% algodão, 70% viscose, que não devia ser passada a seco.
A decisão de escrever este registro foi tomada naquele canto da nova edificação envidraçada, caro leitor. Uma decisão engolida a seco e com as mãos tremendo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: